Mitos da vacina da gripe desmascarados

Eles podem estar impedindo você de tomar a vacina contra a gripe nesta temporada. Nós desmascaramos os mais comuns.

Mitos da vacina da gripe desmascarados
POR MAGALI BALLOTI

Outra temporada de gripe está se aproximando e, como em anos passados, os médicos estão aconselhando as pessoas a tomar uma vacina contra a gripe. Certamente, você já ouviu ou leu histórias sobre reações adversas e efeitos colaterais ao tomar uma vacina contra gripe, levando você a hesitar sobre a sua vacinação e de sua família.

Infelizmente, há muita desinformação sobre a vacina contra gripe. Esses equívocos muitas vezes impedem que as pessoas sejam vacinadas. Então, qual é a verdade? As vacinas contra gripe são seguras? A vacina contra gripe está certa para você? Aqui, desmascaramos sete mitos comuns de gripe.

Mito 1 - Tomar a vacina da gripe vai lhe dar gripe.

Este pode ser o mito mais comum da vacina contra gripe. Segundo o Instituto Butantan1 não, a vacina contra a gripe não pode causar gripe. O fato é que, após tomar uma vacina contra gripe, algumas pessoas podem ter dor no local da injeção e até mesmo uma febre leve, mas isso é resultado de uma resposta imune à vacina: exatamente o que o corpo deveria fazer. A vacina contra a gripe não causa a gripe, pois não há vírus ativo na composição da vacina contra a gripe administrada com uma agulha (o spray nasal contém vírus vivo, mas foi enfraquecido para não causar a doença da gripe).

Mito 2 - A gripe não é tão grave, então não é necessário tomar a vacina.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou em seu boletim InfoGripe2, de 09 de março de 2022, que já foram notificados 85.617 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 51.024 com resultado laboratorial positivo para algum vírus respiratório. A prevalência entre os casos positivos foi de 0,7% Influenza A, 0,1% Influenza B, 5,2% vírus sincicial respiratório, e 87,4% Sars-CoV-2.

Mesmo que você possa pensar que se sente saudável e que o vírus da gripe não prejudicará sua saúde a longo prazo, é importante lembrar que as pessoas com quem você pode entrar em contato diariamente – idosos, crianças, pais e mães de crianças e gestantes – correm o risco de pegar o vírus da gripe de você. Informar-se sobre a vacina da gripe e saber quais precauções estão disponíveis se você pegar a gripe, não é apenas para seu benefício pessoal, é para todos ao seu redor.

Mito 3 - Você não precisa de uma vacina contra gripe se você tomou uma no ano passado.

Você precisa ser vacinado todos os anos por duas razões muito importantes. Primeiro, de ano para ano e de lugar para lugar, o vírus da gripe está em constante mudança. À medida que as cepas do vírus da gripe mudam, novas vacinas devem ser desenvolvidas para proteger contra as novas cepas da gripe. A vacina contra gripe do ano passado pode não estar preparada para combater os vírus comuns da gripe desta temporada.1

Em segundo lugar, enquanto sua vacina contra gripe sazonal deve protegê-lo durante a temporada, os anticorpos que seu corpo produz para protegê-lo após receber a vacina, diminuem ao longo do tempo. Participar da vacinação contra gripe todos os anos pode ajudar a manter a proteção contra a gripe ano após ano.

Mito 4 - As vacinas contra a gripe são perigosas para as crianças.

Se você tem filhos, você pode estar se perguntando: as vacinas contra gripe são seguras para meus filhos? Crianças menores de 5 anos são mais propensas a desenvolver complicações graves se contraírem a gripe, e uma vacina pode ajudar a diminuir seu risco.

Um estudo de 2017 publicado na Pediatrics mostrou que a vacina contra a gripe reduziu em 65% o risco de morte associada à gripe entre crianças e jovens saudáveis de 17 anos ou menos. Se isso não é motivo suficiente para vacinar seu filho, o Ministério da Saúde recomenda que todos com mais de 6 meses de idade sejam vacinados contra a gripe.3

Mito 5 - A vacina contra gripe torna você mais suscetível a outros vírus respiratórios.

Com base na pesquisa mais atual, o Centro de Controle e Prevenção de Doença (CDC) dos EUA não encontrou evidências que sugiram que a vacina contra a gripe torna as pessoas mais suscetíveis a outras infecções respiratórias. Além disso, estudo publicado no Journal of Infectious Diseases mostrou que tomar uma vacina contra a gripe não enfraquecerá seu sistema imunológico.

Mito 6: É melhor para o corpo construir imunidade "naturalmente" ao obter influenza

A vacina contra gripe é perfeitamente segura para a maioria das pessoas tomar todos os anos. Novamente, os efeitos colaterais mais comumente relatados são dor de cabeça e dor ou vermelhidão no local da injeção.1

É possível que pessoas com alergia a ovos possam sofrer de uma reação alérgica à própria vacina, já que há uma pequena quantidade de proteína de ovo dentro da vacina. Mas o Instituto Butantan recomenda às pessoas que após ingestão de ovo apresentaram sinais de alergia (inchaços tipo urticária na face ou em outras partes do corpo, desconforto respiratório ou vômitos repetidos) podem receber a vacina, desde que em ambiente adequado para tratar manifestações alérgicas graves. A vacinação deve ser aplicada sob supervisão médica.1

Mas esses tipos de reações graves são raras, apenas cerca de 1,3% das crianças e 0,2% dos adultos são afetados, e um estudo recente do CDC descobriu que apenas cerca de 1 em cada 1 milhão tem uma reação alérgica.3 Se você está preocupado com possíveis efeitos colaterais, converse com seu médico para ver se a vacina contra gripe é certa para você.

7. Pegar gripe não é grande coisa.

Vacinas contra gripe não são apenas para seu benefício pessoal, mas sim para todos ao seu redor. É importante lembrar que quando você está gripado, entrar em contato com idosos, crianças, pais e mães de crianças e gestantes também os coloca em risco. O Ministério da Saúde recomenda que todos com mais de 6 meses de idade tomem a vacina contra a gripe.3

Se você começar a sentir sintomas parecidos com a gripe, vá ao médico o mais rápido possível para ser testado: um teste de gripe é a única maneira de saber, com certeza, se você tem o vírus. A medicação antiviral funciona melhor se dada dentro de 48 horas após o início dos sintomas, por isso ser testado mais cedo pode levar a melhores resultados.

Se você quer acabar com a gripe, lembre-se de ouvir o que seu corpo está pedindo: mais sono, líquidos, uma tigela quente de canja de galinha, ou alguns dias de folga da academia. Seja lá o que for, tire o tempo que seu corpo precisa para se recuperar.

Referências

1 Instituto Butantan - Campanha de vacinação contra a gripe; tire as principais dúvidas sobre o imunizante. Website acessado em março de 2022.

2 Fundação Oswaldo Cruz - InfoGripe. Website acessado em março de 2022.

3 Ministério da Saúde – Notícias - Ministério da Saúde anuncia campanha de vacinação contra a gripe a partir de 4 de abril. Website acessado em março de 2022.

4 Centro de Controle e Prevenção de Doença (CDC) dos EUA – Influenza (Flu) - Flu Vaccine Safety Information - Questions & Answers. Website acessado em março de 2022.

Influenza: prevenir é a melhor opção