4  razões surpreendentes pelas quais você pode estar desidratado

No calor do verão, é importante prestar atenção à ingestão de líquidos para evitar um problema muito comum nessa estação do ano, a desidratação, que é a perda da água do corpo, incluindo eletrólitos vitais como sódio, cloreto e potássio

4 razões surpreendentes pelas quais você pode estar desidratado

A água é o maior componente do corpo humano e o conteúdo total de água corporal varia de aproximadamente 45 a 70% da massa corporal total, correspondendo a cerca de 33-53l para um peso de 75 kg e desempenha funções extremamente importantes, como a regulagem da temperatura do corpo, a manutenção da saúde da pele e das articulações. Também ajuda na digestão dos alimentos e na remoção de resíduos, além de manter o cérebro trabalhando em sua melhor forma. Mesmo assim, muitas vezes subestimamos a importância de cuidar da nossa hidratação.

No calor do verão, é importante prestar atenção à ingestão de líquidos para evitar um problema muito comum nessa estação do ano, a desidratação, que é a perda da água do corpo, incluindo eletrólitos vitais como sódio, cloreto e potássio. Em estágio mais elevado, ela pode causar complicações sérias, como convulsões, insuficiência renal e queda no volume de sangue, o que consequentemente afeta a pressão arterial.
Para evitar o problema, Patrícia Ruffo, nutricionista e Gerente Científico da Divisão Nutricional da Abbott no Brasil, compartilha as quatro causas mais comuns de desidratação e como agir rapidamente para evitar situações mais sérias.

  1. Altas temperaturas
    O clima quente do verão pode aumentar o risco de desidratação durante a realização de esportes e exercícios ao ar livre, e, mesmo no caso das pessoas que preferem apenas tomar sol, as temperaturas altas também podem levar à desidratação ao aumentar sua taxa de suor. Só porque a pele está aparentemente seca, não significa que a pessoa não esteja transpirando, visto que o suor pode estar evaporando rapidamente. Por isso, fique de olho nos sintomas comuns de exaustão pelo calor, o que inclui dor de cabeça, pulso acelerado, cãibras, suor excessivo, fraqueza, fadiga, pele úmida, náusea e desmaios.
    Pedialyte® pode ser uma opção de hidratação, pois possui um balanço ideal de água, glicose e sais minerais e promove um esvaziamento gástrico semelhante ao da água, hidratando mais rápido que outras bebidas hidroeletrolíticas1.
  2. Exercícios físicos
    Durante corridas longas, partidas de futebol, atividades físicas ou brincadeiras, o corpo perde água e eletrólitos por meio de uma combinação de suor, respiração pesada e aumento da temperatura corporal. Especialistas recomendam beber cerca de 120 a 240 ml de bebida que contenha carboidratos e eletrólitos a cada 15 a 20 minutos, caso os exercícios durem mais de uma hora. 
  3. Viroses
    Se você está lutando contra uma intoxicação alimentar ou virose, o desconforto gastrointestinal geralmente resulta em desidratação. Assim como o vômito, a diarreia também pode causar deficiência de fluidos, açúcar e eletrólitos. Além disso, ao sentir náusea, você perde a vontade de comer ou beber, o que pode agravar ainda mais os sintomas de desidratação.
  4. Viagens aéreas
    O ar do avião é abafado, estagnado e muito seco podendo parecer até que está sugando a umidade do corpo. Fadiga, dores de cabeça, boca seca e pele seca são apenas alguns dos sintomas de desidratação que podem surgir ao permanecer muito tempo na umidade mais baixa de um avião. A dica é hidratar-se bem antes de ir para o aeroporto e tomar água durante voos longos.

Referência:

  1. Pedialyte® é um suplemento hidroeletrolítico para atletas dispensado da obrigatoriedade de registro – Resolução RDC/ANVISA nº 240/2018.
RELATED ARTICLE
NO IMAGE