Ora válvulas!

Como funciona o coração? Esse músculo bombeia o sangue pelo organismo, e as válvulas são as responsáveis por permitir a passagem do sangue sempre na mesma direção. Mas o que acontece se o sistema falhar?

Ora válvulas!
Coração Saudável | Nov. 10, 2021
POR MAGALI BALLOTI

O número de pessoas atingidas por doenças cardiovasculares é alarmante. A doença cardíaca continua sendo a principal causa de morte em todo o mundo nos últimos 20 anos. O número de óbitos chegou a quase 9 milhões em 2019, representando 16% do total de mortes considerando todas as causas.1

E a estenose aórtica é uma dessas enfermidades, sendo uma das doenças valvares cardíacas mais comuns, afetando 0,2% da população mundial entre 50 e 59 anos. Idosos entre 60 e 69 anos representam 1,3%, entre 70 e 79 anos (4%) e, na faixa etária de 80 a 89 anos de idade, correspondem a 10% dos pacientes.2 Mas o que é exatamente a estenose aórtica?

Para o funcionamento correto do coração é preciso quatro válvulas cardíacas, que abrem e fecham permitindo a passagem do sangue. Entre elas, está a válvula aórtica. O estreitamento dessa válvula – ou estenose aórtica - ocorre quando sua abertura fica estreita, restringindo o fluxo sanguíneo do ventrículo esquerdo do coração para a aorta, que é a principal artéria que leva o sangue para todo o corpo.3 Pacientes com a doença podem sentir falta de ar, pressão ou aperto no peito, desmaios, palpitações, fadiga e sopros cardíacos. Esta condição também pode levar à insuficiência cardíaca.4

Tratamento

Há pouco mais de uma década, a única forma de tratar a estenose aórtica era por meio de uma cirurgia de grande porte, por meio da abertura do peito do paciente, e a troca da válvula. Entretanto, um em cada três pacientes não pode ser submetido a esse procedimento. Isso ocorre, pois, em geral, a estenose aórtica afeta pessoas idosas. Ou seja, indivíduos mais frágeis, muitas vezes com comorbidades, tornando a cirurgia de peito aberto altamente arriscada4.

Mas um procedimento minimamente invasivo mudou esse cenário. Por meio de uma técnica revolucionária, um cateter é introduzido geralmente pelos vasos femorais, na região da virilha, levando uma prótese até o coração, que depois se expande, adquirindo o tamanho adequado na posição da válvula aórtica com estenose. A técnica, conhecida como TAVI (Implante da Válvula Aórtica Transcateter) ou TAVR (sigla em inglês para Transcatheter Aortic Valve Implantation) apresenta vantagens importantes. Na maioria dos casos, o procedimento é realizado apenas com anestesia local e leve sedação, dispensa a permanência do paciente em UTI, o período de internação é menor (cerca de quatro dias) e a recuperação mais rápida. 5

O principal objetivo da TAVI é restaurar a função valvar aórtica por meio de técnicas minimamente invasivas, evitando, assim, a anestesia geral e os procedimentos cirúrgicos tradicionais. No Brasil, a TAVI foi introduzida em 2008 e, desde então, vem sendo realizado em diferentes hospitais da rede de saúde suplementar e pública.6

"No campo da TAVI, quando observamos a evolução da tecnologia, os sistemas de entrega muitas vezes não recebem a mesma atenção que as próprias válvulas, porém melhorias nesse sistema podem resultar em benefícios substanciais para os pacientes", comenta André Fontes, Country Manager da Divisão de Doenças Estruturais do Coração da Abbott no Brasil. "A Abbott procura melhorar o acesso das pessoas a um conjunto robusto de soluções para tratar as doenças cardíacas estruturais, além de seguir com a nossa missão de melhorar a saúde e a qualidade de vida das pessoas para que possam voltar a viver suas vidas de maneira mais plena”, conclui.

Referências

1 Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) https://www.paho.org/pt/noticias/9-12-2020-oms-revela-principais-causas-morte-e-incapacidade-em-todo-mundo-entre-2000-e (acesso em 09/2021)
2 Instituto Lado a Lado pela Vida https://ladoaladopelavida.org.br/disease/doenca-das-valvulas/ (acesso em 09/2021)
3 American Heart Association. Aortic Stenosis Overview. 2020 (https://www.heart.org/en/health-topics/heart-valve-problems-and-disease/heart-valve-problems-and-causes/problem-aortic-valve-stenosis ) – acesso em 09/2021
4 Osnabrugge RLJ, Mylotte D, Head SJ, et al; Aortic Stenosis in the Elderly: Disease Prevalence and Number of Candidates for Transcatheter Aortic Valve Replacement: A Meta-Analysis and Modeling Study. Journal of the American College of Cardiology. 2013; 11:1002-1012.
5 Hospital Israelita Albert Einstein https://www.einstein.br/intervencaocardiaca/estenose-aortica (acesso em 09/2021)
6 Sociedade Brasileira de Cardiologia https://www.portal.cardiol.br/post/ans-inclui-tratamento-para-estenose-a%C3%B3rtica-no-rol-de-procedimentos-obrigat%C3%B3rios-dos-planos-de-sa%C3%BAde (acesso em 09/2021)