Conheça dicas de alimentação e exercícios para viver bem com o diabetes

NO IMAGE
Cuidados para Diabetes | Nov. 8, 2017

A informação é fundamental para quem tem diabetes, especialmente quando ela está ligada ao estilo de vida da pessoa e ao controle do diabetes. O nível de glicemia – quantidade de  açúcar no sangue – por exemplo, pode ser afetado de maneira positiva ou negativa de acordo com a alimentação e os exercícios físicos praticados pela pessoa. Por isso, a nutricionista e Gerente Científico da Divisão Nutricional da Abbott no Brasil, Patrícia Ruffo, dá dicas de alimentação e atividades físicas que podem auxiliar a pessoa com diabetes a viver bem.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Alguns alimentos podem afetar os níveis de glicemia1, por isso é importante entender como eles agem no nosso organismo:

  • Carboidratos ricos em fibras e amido, como pão integral ou cereais integrais são transformados em açúcares e absorvidos mais lentamente, ajudando a manter seu nível glicêmico mais estável ao longo do dia.
  • Alimentos açucarados, como refrigerantes, sucos e doces, são absorvidos rapidamente e isso faz com que sua glicemia aumente na mesma velocidade.
  • Inclua diariamente cinco porções de frutas e verduras com as refeições ou lanches para obter fibras, vitaminas e minerais.
  • Consuma diversas carnes, peixes e alternativas de proteínas como tofu e, sempre que possível, escolha opções com gordura reduzida.
  • Beba leite com gordura reduzida e consuma laticínios como iogurte, que contêm cálcio, bom para a saúde dos dentes e ossos.
  • Limite sua ingestão de gorduras, açúcares e sal. Não elimine as gorduras completamente, mas consuma o mínimo possível. Utilize ervas em vez de sal como tempero e reduza o açúcar sempre que puder.
  • Consuma menos alimentos ricos em gordura saturada. Eles foram ligados a níveis elevados de colesterol, o que pode resultar em ganho de peso e aumentar seu risco de doenças cardiovasculares.
  • Reduza o excesso de sal, porque ele pode elevar sua pressão arterial.

PREPARO FÍSICO

Além de se alimentar bem, manter o preparo físico por meio de exercícios regulares é um ótimo modo de controlar o diabetes2-3, contribuindo também para:

  • Tonificar os músculos para torná-los mais sensíveis à insulina.
  • Utilizar toda a energia e reduzir os níveis de glicemia.
  • Manter ou atingir um peso saudável.
  • Aliviar o estresse.
  • Aumentar a capacidade pulmonar e a quantidade de oxigênio na corrente sanguínea.
  • Ajudar a reduzir seus níveis de colesterol e pressão arterial, o que por sua vez diminui os  riscos de doenças cardiovasculares.
  • Melhorar a circulação sanguínea em todo o corpo, reduzindo o risco de doença arterial, que pode causar angina, infartos do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais.

“É importante lembrar que é fundamental ter o acompanhamento de um médico e de profissionais de saúde como o nutricionista e o preparador físico para que a gestão do diabetes seja realizada de maneira mais completa e saudável de acordo com o perfil e as necessidades de cada pessoa”, explica Patrícia.

Referências:

1Joslin's Diabetes Mellitus, 14th Edition 2005, New York Ovid Technologies.

2National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases of the National Institutes of Health Bethesda, Mol. NIDOK.

3Kronenberg: Williams Textbook of Endocrinology 11th Edition 2008.