Hello, não se preocupe! Músicas tristes podem te fazer feliz

Entenda como as músicas melancólicas são capazes de te tirar da fossa e promover aquela reviravolta em seu humor, rumo à felicidade.
NO IMAGE

Se você é do tipo que adora ouvir uma música bem triste nos dias cinzentos e vive sendo criticado pelos amigos por estimular a tristeza, saiba que a ciência está ao seu lado.

Pesquisas vêm mostrando que a música é capaz de mudar os padrões do cérebro, refletindo em novos comportamentos e estados de humor. Entretanto, vários estudos mostram que as músicas tristes podem ter o efeito de nos alegrar.

Segundo as pesquisas, a música triste tem o efeito de estabilizar o humor, dando apoio emocional para quem está sofrendo e é capaz até mesmo induzir a uma catarse.  

Nostalgia

Um estudo feito pela equipe de pesquisadores da Taruffi & Koelsch, com 772 participantes do mundo inteiro mostrou que as músicas tristes trazem uma sensação de conforto para quem está sofrendo, pois elas provocam nostalgia, que é uma emoção parcialmente positiva.

Com isso, os sentimentos negativos são neutralizados, chegando à consolação. As músicas tristes ainda geram empatia, mostrando que a pessoa não é a única que já passou por momentos difíceis.

Catarse

As músicas tristes ajudam a iniciar o momento da redenção, quando a tristeza precisa ser mandada embora.  A ciência vem mostrando há anos que chorar é uma ótima ferramenta para promover a catarse e dar uma elevada nos sentimentos positivos. E a música triste pode ser um facilitador das lágrimas.

Empatia

Mesmo se você não está nada triste, mas adora ouvir uma música melancólica, não precisa se preocupar. É a maneira que usamos para “exercitar o músculo’” da empatia.

As músicas tristes conseguem criar um forte laço, mesmo não nos identificando naquele momento com suas letras. Por isso as ouvimos  tantas vezes seguidas, sem enjoar.