alt

O que é viver ao máximo para o brasileiro?

Pesquisa mostra o que motiva e o que falta para a população brasileira viver plenamente

Felicidade, amor, saúde, vitalidade, longevidade. Preocupada em saber como é a vida do brasileiro, suas impressões e expectativas, e o que o impede de viver ao máximo, a Abbott, em parceria com a área de Pesquisa e Inteligência de Mercado da Abril e com o Fórum Saúde da Editora Abril, desenvolveu um estudo com 5.130 pessoas de todas as regiões do país.

O estudo procurou entender o que inspira e o que impede as pessoas de viver uma vida cheia de experiências ricas, independentemente de idade ou de condição financeira. Responderam a pesquisa homens (49%) e mulheres (51%) acima de 20 anos, com média de idade de 37 anos.

Os resultados traçam um panorama valioso do perfil do brasileiro, suas ambições, planos e expectativas, e o que pretendem fazer para atingi-los. A análise permitiu também a identificação dos pilares que motivam esta busca.

"A essência da Abbott é justamente ajudar as pessoas a alcançarem todo seu potencial por meio da saúde. E acreditamos que a busca por esse potencial é ilimitada e está dentro de cada um!", compartilha Juan Carlos Gaona, presidente da Abbott no Brasil.

Confira os resultados detalhados, além de opiniões e experiências de quem já vive ao máximo.

Entenda como a pesquisa foi feita

Foram aplicados métodos qualitativos e quantitativos para o desenvolvimento do estudo. Para a pesquisa qualitativa, foram consultados quatro especialistas e 16 consumidores selecionados. Esta parte serviu de base para o levantamento de argumentos e atributos que seriam validados pelo público entrevistado na fase quantitativa.

Em seguida foi feita a pesquisa quantitativa por meio de questionário via web, enviado para base selecionada e os resultados foram ponderados com base nos usuários de internet no Brasil, tendo como fonte a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2013 e a margem de erro é de 1,4 ponto percentual.

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Para conhecer o resultado completo da pesquisa, clique aqui e faça o download do estudo.

Quer nos contar como você vive ao máximo? Mande seu depoimento! É só clicar aqui.

 

 

  • share Compartilhar
  • Imprimir Imprimir
  • Baixar Baixar PDF
true
accessibility

You are about to exit for another Abbott country or region specific website

Please be aware that the website you have requested is intended for the residents of a particular country or countries, as noted on that site. As a result, the site may contain information on pharmaceuticals, medical devices and other products or uses of those products that are not approved in other countries or regions.


The website you have requested also may not be optimized for your specific screen size.

Do you wish to continue and exit this website?

accessibility

Você está prestes as deixar a família de sites da Abbott para um site de terceiros.

Links que o levam para sites fora dos websites globais da Abbott estão fora do controle da Abbott e a Abbott não é responsável pelo conteúdo de nenhum destes sites ou qualquer link que neles exista. A Abbott oferece estes links a você apenas como uma conveniência e a inclusão dos mesmos aqui não figura que estes sites têm o endosso da Abbott.

O website que você solicitou pode, ainda, não estar otimizado para a sua definição de tela.

Deseja continuar e ir para este website?